Diabetes: a prevenção começa à mesa

Segundo Ana Filipa Novais Lopes, endocrinologista na Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal (APDP), uma dieta saudável pode ser a sua melhor aliada contra a diabetes. Por isso, deixamos-lhe algumas dicas essenciais para que possa começar a prevenir-se já hoje.

 

1.Atingir o peso certo

O controlo do peso permite minimizar o risco de vir a sofrer desta patologia. A prevalência de diabetes em pessoas com obesidade (IMC ≥ 30) é quatro vezes maior do que em pessoas com o índice de massa corporal normal (IMC ‹ 25), alerta o Observatório Nacional da Diabetes.

 

2.Gerir os hidratos de carbono

Os hidratos de carbono são os nutrientes que mais influenciam a glicemia mas são também a principal fonte de energia. Por isso, deve distribuí-los fazendo várias refeições com intervalos não inferiores a três horas durante o dia e de oito a nove horas durante a noite. É igualmente importante associar hidratos de carbono complexos (pão, bolachas simples, tostas, cereais integrais, massa, arroz, leguminosas) aos simples (fruta, leite ou iogurte).

 

3.Beber água

Cerca de dois litros de água por dia é a dose recomendada. Bebidas alcoólicas ou refrigerantes são desaconselhados.

 

4.Optar por boas gorduras

Para Ana Filipa Novais Lopes, a “ingestão de gorduras de melhor qualidade, como o azeite e as gorduras que existem no peixe, e a redução do consumo de sal são igualmente formas de melhorar as doenças associadas à diabetes como o excesso de colesterol e a hipertensão arterial.”

 

5.Reduzir o açúcar

Este hidrato de carbono simples deve ser “minimizado e preferencialmente excluído da dieta não só pelo seu grande efeito hiperglicemiante, mas também pela sua ação negativa no peso. O aumento do consumo de fibra, saladas, legumes e sopas pode ser uma forma de evitar alimentos mais açucarados”, elucida Ana Filipa Novais Lopes.

Conteúdo revisto pelo Conselho Científico da AdvanceCare.
A presente informação não vincula a AdvanceCare a nenhum caso concreto e não dispensa a leitura dos contratos de seguros/planos de saúde, nem a consulta de um médico e/ou especialista.
Precisa de ajuda? Nós
ligamos
grátis!