Sistema ejaculatório ilustrações detalhadas dos órgãos envolvidos na produção de sémen. Figo. 1: as vesículas seminais (oval, esquerda e direita), vasos deferentes (tubos, top) e ducto ejaculatório (pequeno orifício oval, mais baixo centro). Figo. 2: corte transversal através de um dos canais deferentes (tubo, à esquerda) e as vesículas seminais (oval, direita). Figo. 3: corte transversal através mostrando a superfície interna de um dos canais deferentes.

Sistema ejaculatório ilustrações detalhadas dos órgãos envolvidos na produção de sémen. Figo. 1: as vesículas seminais (oval, esquerda e direita), vasos deferentes (tubos, top) e ducto ejaculatório (pequeno orifício oval, mais baixo centro). Figo. 2: corte transversal através de um dos canais deferentes (tubo, à esquerda) e as vesículas seminais (oval, direita). Figo. 3: corte transversal através mostrando a superfície interna de um dos canais deferentes.

A Ejaculação retrógrada consiste num fenómeno caracterizado pelo refluxo do fluído seminal que, ao invés de sair  normalmente através da uretra, flui em sentido contrário, ou seja, em direção à bexiga.

Numa situação normal, durante a ejaculação, a bexiga fecha o colo vesical, impedindo que o esperma penetre no seu interior, compelindo-o, assim, a sair pela uretra.

Ao invés do que é suposto, não se dá o total encerramento do esfíncter uretral – pelo que o esperma passa da uretra posterior para o interior da bexiga, o que impede a ejaculação (permanece a sensação de orgasmo).

A ejaculação retrógrada tem como principal consequência a infertilidade masculina.

 

Causas de Ejaculação Retrógada

As causas da ejaculação retrógada podem ser:

  • Neurológicas.

Esclerose Múltipla.

Traumatismos da coluna vertebral.

Neuropatia periférica secundária.

  • Traumáticas.

Cirurgias abdominais ou pélvicas (podem interferir na inervação da bexiga).

Procedimentos cirúrgicos, como a ressecção endoscópica da próstata podem igualmente interferir no colo vesical

  • Medicamentosas.

Drogas utilizadas para tratamento de doenças cardíacas.

Hipertensão.

  • Diabetes.

 

Sinais de Ejaculação Retrógada

Os sinais da ejaculação retrógada, são:

Redução no volume do esperma ou ausência do mesmo no momento do orgasmo.

 

Diagnóstico e tratamento de Ejaculação Retrógada

O diagnóstico é realizado mediante a observação da presença de sémen na urina.

O tratamento consiste na utilização de drogas – como a amitriptilina, a imipramina, a efedrina – que visam fechar o colo vesical.

A estimulação vibratória peniana e a eletroejaculação são técnicas especiais utilizadas principalmente em pacientes neurológicos.

Nos casos de infertilidade, os espermatezóides podem ser recolhidos da urina logo após a ejaculação.

 

Artigo revisto e validado pelo especialista em Medicina Geral e Familiar José Ramos Osório.

 

Conteúdo revisto pelo Conselho Científico da AdvanceCare.
A presente informação não vincula a AdvanceCare a nenhum caso concreto e não dispensa a leitura dos contratos de seguros/planos de saúde, nem a consulta de um médico e/ou especialista.
Precisa de ajuda? Nós
ligamos
grátis!