AdvanceCare | Pielonefrite

Pielonefrite

Infeção bacteriana do trato urinário que normalmente se inicia na uretra ou na bexiga e atinge um ou ambos os rins. É uma patologia que requer observação médica imediata, uma vez que se não for tratada pode causar lesões nos rins ou infeção generalizada no organismo colocando a saúde em risco. A pielonefrite pode dividir-se em aguda ou crónica, sendo a primeira a forma mais comum da doença. Quando se manifesta de forma crónica, pode ocasionar lesões graves nos rins e originar insuficiência renal crónica.

 

Causas da Pielonefrite

pielonefrite

Bactéria E.Coli encontrada na urina de um paciente com pielonefrite.

Na maioria dos casos, a bactéria na origem da pielonefrite (Escherichia coli) encontra-se na região anal e atinge o rim por via genital. Existem alguns fatores de risco associados a esta patologia:

  • Sexo feminino (devido à própria morfologia da uretra e proximidade da zona anal).
  • Gravidez.
  • Infeções urinárias recorrentes.
  • Sistema imunitário fragilizado (devido a patologias como o Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH) ou toma de medicamentos que diminuem a função dos sistema imunitário).
  • Uso prolongado de cateteres urinários (no caso de intervenções cirúrgicas frequentes, pessoas acamadas).
  • Obstrução das vias urinárias por cálculos renais, próstata aumentada.
  • Refluxo urinário (refluxo vesico-ureteral).

Os casos de pielonefrite crónica estão geralmente associados a:

  • Obstrução das vias urinárias ou problemas estruturais.
  • Cálculos renais.
  • Refluxo urinário (refluxo vesico-ureteral).

 

Sintomas da Pielonefrite

  • Febre.
  • Dor na zona lombar.
  • Dor abdominal.
  • Necessidade frequente e intensa de urinar.
  • Dor ou sensação de ardor ao urinar.
  • Urina turva ou com odor intenso.
  • Presença de pus ou sangue na urina.
  • A intensidade dos sintomas é distinta dependendo do tipo de pielonefrite. No caso da pielonefrite aguda os sintomas surgem de forma súbita com febre alta (40º), calafrios e dor lombar intensas. A pielonefrite crónica caracteriza-se pela evolução gradual dos sintomas que, inicialmente, são mais ligeiros ou até impercetíveis (dor ligeira, cansaço e mal-estar geral) e com o passar do tempo agravam-se, assemelhando-se aos sintomas de insuficiência renal.

 

Tratamento da Pielonefrite

Perante um diagnóstico de infecção renal, confirmado através de análises ao sangue e urina, inicia-se a toma de antibiótico para erradicar a bactéria. O diagnóstico é habitualmente realizado com base em dados clínicos e laboratoriais. O recurso a exames de imagiologia pode ser necessário para excluir complicações como abcessos. O tratamento pode prolongar-se por várias semanas, caso surjam dificuldades na eliminação da infeção (situação mais comum no sexo masculino) ou se trate de uma patologia crónica. Caso sejam detetadas outras causas para a ocorrência de infeção, como obstrução das vias urinárias por cálculos renais ou problemas estruturais, pode ser necessário o recurso à cirurgia para corrigir a situação.
 

Artigo revisto e validado pela médica Lídia Roque Ramos (serviço de gastrenterologia do Hospital Garcia da Orta).
Conteúdo revisto pelo Conselho Científico da AdvanceCare.
A presente informação não vincula a AdvanceCare a nenhum caso concreto e não dispensa a leitura dos contratos de seguros/planos de saúde, nem a consulta de um médico e/ou especialista.